Archive for the Internacional Category

The Beatles – White Album

Posted in Internacional, Rock Clássico, The Beatles with tags on dezembro 24, 2008 by Lobo Mau

beatles_white_album

   Download:

   [CD 01][CD 2]

A banda de rock The Beatles nasceu em Liverpool, Inglaterra, no final da década de 1950. Formada por John Lennon (guitarra e vocal), Paul McCartney (baixo e vocal), George Harrison (guitarra e vocal) e Ringo Starr (bateria e vocal), obtiveram notoriedade até hoje inédita para uma banda musical. Com cerca de 1,3 bilhões de discos vendidos, os Beatles foram a banda de maior sucesso e de maior influência do século XX.

Atingiram o primeiro lugar nas paradas de sucesso no mundo inteiro com composições próprias como “She Loves You”, “I Want To Hold Your Hand”, “Can’t Buy Me Love”, “Help!”, “Yesterday”, “Eleanor Rigby”, “Hey Jude”, “All You Need Is Love” e “Let it Be”, entre outras. Em 1967, os Beatles lançaram um compacto com as músicas “Strawberry Fields Forever” e “Penny Lane”, uma amostra do que estaria por vir. O álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band foi lançado após o compacto e é considerado por muitos como o melhor álbum de rock de todos os tempos. Sgt. Pepper’s foi gravado em um período de 129 dias e trouxe novas técnicas de gravações, além de trazer uma das capas de discos mais famosas de todos os tempos.

Composto basicamente durante o retiro dos Beatles na Índia, o Álbum Branco, levou quase 8 meses de trabalho de estúdio. O disco foi o primeiro indício que o grupo estava se separando. Pelas palavras de John Lennon, ‘Era John e a banda, Paul e a banda, George e a banda…’. São 30 músicas dispostas em 2 LPs, numa coletânea de vários estilos musicais como Rock’n’Roll, Blues, Reggae, Soul, Country, Pop e mesmo uma colagem avant-garde. ‘O Album Branco’ é também o adeus a fase psicodélica da banda e um prelúdio do que seria a música Pop do início dos anos 70. A própria capa, totalmente branca é exatamente o oposto do último disco ‘Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band’.

O Álbum Branco foi o último disco dos Beatles a ser lançado em versão Mono e Estéreo. O disco em mono é 20 segundos mais curto que o estéreo. Lançado em Novembro de 1968,  alcançou o 1º lugar no dia 27 do mesmo mês, sendo o 1º álbum duplo a alcançar tal posto e ser o disco duplo de maior vendagem da história ( apesar de ter sido batido em 1977 pela trilha de ‘Saturday Night Fever’ ). Em 1998, uma versão do CD, com capa dupla contendo o poster e as fotos originais é lançado para comemorar o aniversário de 30 anos do álbum.

Anúncios

Jethro Tull – Stand Up [Remaster]

Posted in Internacional, Jazz, Jethro Tull, Rock Progressivo on dezembro 18, 2008 by Lobo Mau

jethro_stand_up1

   Download

Stand Up (1969) é o segundo álbum da banda britânica Jethro Tull. Antes de sua gravação, o guitarrista e co-fundador Mick Abrahams deixou o grupo devido a diferenças musicais com Ian Anderson. Abrahams queria manter o som blues-rock de This Was, enquanto Anderson preferia explorar outros formatos musicais. Stand Up representa o primeiro álbum onde Anderson exerce controle total sobre as músicas e composições (com exceção de “Bouree”, de Johann Sebastian Bach, adaptada para um formato jazzístico), demonstrava o abandono do blues em favor do nascente estilo progressivo, então em desenvolvimento por grupos como King Crimson, The Nice e Yes.
Stand Up alcançou a primeira colocação entre os mais vendidos na Grã-Bretanha.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/

Madredeus – O Paraíso

Posted in Internacional, Madredeus with tags , on dezembro 12, 2008 by Lobo Mau

madredeus_o_paraiso   Download:   
    [Parte 01]   [Parte 02]

 A música do grupo portugues MADREDEUS combina influências da música tradicional portuguesa com a música erudita e com a música popular contemporânea, com destaque para a música popular brasileira (sobretudo a bossa nova).
Os elementos fundadores do grupo foram: Pedro Ayres Magalhães (violão), Rodrigo Leão (teclados), Francisco Ribeiro (violoncelo), Gabriel Gomes (acordeão) e Teresa Salgueiro (voz). Magalhães e Leão formaram o grupo em 1985, Ribeiro e Gomes juntaram-se a eles em 1986. Na sua busca por uma vocalista, descobriram Teresa Salgueiro numa casa noturna de Lisboa.
Em 1995, incorporam-se nos Madredeus os músicos Carlos Maria Trindade, no lugar do teclista Rodrigo Leão, e o violonista José Peixoto. Em 1996, Francisco Ribeiro e Gabriel Gomes deixam o grupo e em 1997, os Madredeus gravaram o primeiro álbum com a atual formação, intitulado O Paraíso. No mesmo ano ingressa no grupo Fernando Júdice (baixo acústico).
O Paraíso é composto por 14 canções incluindo a belíssima “Haja o que Houver”, gravada posteriormente por Zizi Possi.

Billie Holiday – The Complete Decca Recordings 1944-50

Posted in Billie Holiday, Internacional, Jazz with tags , on dezembro 2, 2008 by Lobo Mau

billie_holliday_the_complete_decca_r1

   Download: 
         [CD 1: Parte 01Parte 02]
         [CD 2: Parte 01Parte 02]
Billie Holiday (nacida Eleanor Fagan Gough), foi criada em Baltimore por pais adolescentes.
Sua vida como cantora começou em 1930. Ameaçada de despejo por falta de pagamento de sua moradia, Billie sai à rua em desespero, na busca de algum dinheiro. Entrando em um bar do Harlem, ofereceu-se como dançarina, mostrando-se um desastre. Penalizado, o pianista perguntou-lhe se sabia cantar. Billie cantou e saiu com um emprego fixo.
Após três anos cantando em diversas casas, atraiu a atenção do crítico John Hammond, através de quem ela gravou seu primeiro disco, com a big band de Benny Goodman. Era o real início de sua carreira. Começou a cantar em casas noturnas do Harlem (Nova York), onde adotou seu nome artístico (fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Billie_Holiday )
Ver tambem: http://certasmusicas.digi.com.br/jazzblues/billieh.html.
Billie Holiday foi uma das mais comoventes cantoras de jazz. Com uma voz etérea, flexível e levemente rouca, sua dicção, seu fraseado, e sensualidade à flor da voz, expressam incrível emoção. Para alguns, Billie foi a melhor cantora de jazz de sua geração mas para muitos críticos, ela é a melhor de todos os tempos. As Gravações Completas que Billie Holiday fez para de Decca estão no álbum The Complete Decca Recordings 1944-50. São dois CDs que reúnem o melhor de seu estilo, como “Don’t Explain (First Version)” e “God Bless the Child”.

Chet Baker – Let’s get lost (bread, butter and Champagne)

Posted in Chet Baker, Cool Jazz, Internacional, Jazz with tags , , on novembro 24, 2008 by Lobo Mau

chet_baker_lglost

   Download

Chet Baker (Yale, Oklahoma, 23 de dezembro de 1939) iniciou seu aprendizado musical aos 13 anos em Los Angeles, para onde sua família mudou-se. Ganhou experiência em conjunto de danças mas foi ao prestar serviço militar em San Francisco que realmente teve o seu aprendizado, no clube “Bop City”, tocando ao lado de grandes músicos.
Encarnou como ninguém a figura do jazzista elegante, cool e autodestrutivo. Basta comparar suas charmosas fotos da década de 50 com sua pertubadora imagem no documentário Let’s Get Lost, dirigido pelo fotógrafo de moda Bruce Weber, meses antes de sua morte. Como um Dorian Gray às avessas, Baker tinha no rosto marcas profundas que diziam muito mais do que suas palavras. Hojes, o carisma musical de Chet Baker permanece vivo em suas gravações.
Expoente da geração do cool jazz (também conhecido com West Coast jazz), apoiado na típica sonoridade sem vibrato de seu trompete, Baker tembém conquistou muitos fãs com cantor. Seus vocais suaves e contidos, quase sussurrados, chegaram a influenciar até músicos brasileiros, como os tropicalistas Caetano Veloso e Gal Costa ou vários adeptos da bossa nova.

Fonte: Coleção folha clássicos do jazz (folha de São Paulo) vol. 7